Sushi, de Marian Keyes

|

Para quem gosta de chick-lit, deve saber que a autora irlandesa Marian Keyes é referência absoluta dentro do gênero. Diferente de outras autoras de chick-lit que focam suas histórias na rotina de mulheres “atrapalhadas”, por assim dizer, a marca de M. Keyes é escrever tramas com protagonistas que possuem personalidades realistas, desestruturadas emocionalmente, mesclando temas delicados e polêmicos com muita leveza e bom-humor. Sushi (Sushi For Beginners, no original em inglês de 2000), como outros de seus livros, não poderia ser diferente: três mulheres com vidas e perfis diferentes uma da outra, independentes, com seus problemas, frustrações e conquistas, mas que buscam, acima de tudo, a felicidade.

Sushi
Marian Keyes


A inglesa Lisa, editora-chefe de uma das revistas mais conceituadas de Londres, estava contando com uma promoção que iria dar um impulso enorme em sua carreira: a oportunidade de trabalhar em Nova York e ser redatora-chefe na Manhattan. Só que todos os seus planos são frustrados quando ela é indicada para assumir um posto em Dublin, na Irlanda, para começar uma nova revista feminina. Segundo eles, uma revista feminina burra, para jovens mulheres superficiais. Dublin virá o pior lugar do mundo para Lisa, e diante do novo desafio, ela será obrigada aceitar a situação, encarando todas as dificuldades de engendrar uma nova revistar, a “Collen”, e fazer dela um sucesso. Se não bastasse isso, ela também terá que lidar com novos vizinhos irreverentes e um divórcio difícil... 

Ashling vive sem grandes emoções e está atrás das oportunidades que possam mudar isso. Acabou um relacionamento com um namorado instável, mas que sempre a procura para apenas passar alguns momentos juntos. Ansiosa, ela está sempre preparada para ajudar os outros, e na sua bolsa tem tudo o que se possa precisar em uma emergência... band-aid, cigarros, lencinhos, linha e agulhinha, etc.  Ela tenta uma entrevista para ser editora-assistente na “Collen” e, mesmo com seu estilo “sem graça” e insegura, acaba conseguindo. Ela tenta se aproximar de Lisa, mas essa só sabe a espetar. Sem falar no seu chefe, Jack Devine, que parece ser frio e não gostar dela. Ela tem como amigo Ted e Joy, seus vizinhos, que sempre a arrastam para as piores festas... No entanto, tudo o que ela quer, aos trinta anos, é uma vida tranquila, casada com um marido bom, com filhos e uma casa... Tudo o que sua amiga, Clodagh, tem... Porém, a vida lhe reserva algumas surpresas com as quais ela terá que lidar.

Clodagh não é feliz e está frustrada com o casamento. Uma dona de casa compulsiva, casada com um marido lindo e bem-sucedido e com dois filhos pequenos, barulhentos e mimados. Ela não consegue mais olhar o marido com paixão e não lida bem com a criação dos filhos. Ela sente que falta algo em sua vida e que precisa fazer algo para mudar. Ela vai correr atrás de sua felicidade, mas, às vezes, o caminho escolhido nem sempre é o melhor e o mais feliz...   

***
A minha relação com a autora é um pouco complicada, quase um caso de amor e ódio. Eu comecei a ler Melância, um dos primeiros livros de sucesso da autora, e detestei a leitura. Não me identifiquei com a personagem, achei a história arrastada e, por fim, acabei abandonando na metade. Depois de algum tempo, por indicação,  comprei Férias, comecei a ler e gostei demais do tema, a leitura foi divertida e cativante. Sushi, por sua vez, refletiu um pouco o conflito que sinto como leitora em relação a autora.

M. Keyes escreve histórias bem elaboradas, com riqueza de detalhes e perfis realistas. Estas são as características que mais gosto em seu estilo. Em Sushi, cada uma das protagonistas tem um propósito de algo que a autora quer evidenciar na vida de cada uma delas para seus leitores, sejam suas virtudes ou defeitos. Buscar o caminho para ser feliz é o tema principal. Pelo caminho há empecilhos, nos frustramos por não estar onde queremos, porém a simplicidade da vida nos ensina, com as novas experiências, a lidar com derrotas e vitórias, superar as dificuldades e chegar a uma solução feliz. O título “Sushi” tem um pouco a ver com isso, e você só vai entender lendo...  =)

Por outro lado, não consegui me envolver com Sushi, que foi uma leitura lenta, quase parada. Tem bastante humor, contudo muito se perde em cenas exageradas e enroladas que poderiam ter sido descartadas. Gostei de alguns personagens, realmente bem construídos, mas que não me cativaram ou me emocionaram como leitora. Isso faz com que eu force a leitura e não tenha tanto prazer com as histórias de M. Keyes.

A narrativa transcorre em terceira pessoa, alternando entre os diversos personagens. Lisa e Ashling possuem personalidades opostas uma da outra. Lisa é arrogante, egoísta,  se acha a “última bolacha do pacote”, porém, no fundo, sua alta auto-estima e segurança esconde seus verdadeiros sofrimentos, e acabamos gostando dela pela sua língua afiada e por uma série de situações bem divertidas. Ashling é a mais doce das protagonistas, gosta de agradar e ajudar as pessoas e é um pouco atrapalhada. Sua vida solitária e sua personalidade “banal” a tornam uma pessoa insegura, mas forte para lutar e lidar com as dificuldades. Clodagh, no começo, dá até para entender um pouco a sua vida "sem emoção" de casada, mas, no final, ela se mostra irritante e invejosa. Quanto aos personagens secundários, eles são ótimos e hilários... Um destaque especial para Jack Devine, o chefe, que mostra ter um lado bem fofo e menos sério... Uma surpresa!

Apesar de ter gostado pouco da leitura, devo mencionar que a história tem, sim, os seus méritos. Acho que para quem gosta de uma leitura divertida, como um chick-lit, mas que, ao final, tenha algo de valor há mais para acrescentar e ensinar, fica a dica... Leia Sushi! =)
Classificação:




Trecho de Sushi:
"- Droga - pensou ela, ao se dar conta. - Acho que estou tendo um colapso nervoso.
Correu o olhar pela cama onde estava jogada. Seu corpo há muito necessitado de um banho espalhava-se letargicamente sobre o lençol, há muito necessitado de uma troca. Lenços de papel encharcados e amassados atulhavam o edredom. A poeira se acumulava sobre um arsenal intacto de chocolates em cima da comoda. A televisão no canto bombardeava sua cama sem trégua com a programação da manhã. Opa, colapso nervoso, não tinha nem talvez.
- Sempre achei... - ela arriscou. - A verdade é que sempre esperei....
Do nada ela soube.
- Sempre achei que seria melhor que isso... "

Informações:

PS: Esse livro chegou em minhas mão atráves do grupo Livro Viajante, no Skoob. A edição é a 7º, na versão da BestBolso, publicado em 2011. O livro pertence a Fabi.
Assine o feed do blog ou receba os artigos por e-mail. Siga-me no Twitter para ficar por dentro das novidades que rola no Livros e Distrações!

Compartilhe este post:


6 comentários:

Naniedias disse... [Reply]

Eu nunca li nada dessa autora, apesar de ter dois livros dela na minha estante...
Espero que os que eu tenho aqui não sejam parados, porque acho que chick-lit não combina com leitura parada >< hahahah

Beijos,
Nanie - Nanie's World

Nanda disse... [Reply]

Ei Beli,

Eu adoro a autora, mas Melância é o segundo livro dela que menos gostei. O que menos gosto de todos é Um bestseller pra chamar de meu rs.

Eu acho que a autora tem evoluído nos seus últimos livros, para mim os melhores livros dela são os últimos: Tem alguém ai?, Cheio de charme e A estrela mais brilhante do céu. Espero que vc leia um destes. ^^

Tem séculos que eu li Sushi, mas na época eu amei rs.

bjos

Lariane disse... [Reply]

Beli,
da mesma forma que você, larguei Melancia. Confesso ter começado duas vezes e largado.

Tenho 4-5 livros dela em casa, mas nenhum me chama atenção... pena não ter férias heheheheh :)

Como sempre divina a resenha.


Beijo,
Lariane - Leituras & Devaneios

Adriana T disse... [Reply]

Não li nada da autora, tenho vontade e não tenho ao mesmo tempo, não sei se vc me entende.
http://hobbyecletico.blogspot.com/

G. disse... [Reply]

Sushi é um dos meus preferidos da Marian Keyes! Vale mto a pena lê-lo!!!

Beli, voltei com meu antigo blog e espero vc lá
http://literaturademeninas.blogspot.com

Postar um comentário

- Os comentários é um espaço aberto, no entanto todos passam por um sistema de moderação antes de serem publicados.

- Não serão aprovados os comentários:
• Não relacionados ao tema do post;
• Para pedidos de parcerias, vocês pode até me avisar por aqui, mas entre em contato pelo e-mail que para mim é mais fácil organizar. =)
• Com propagandas (spam);
• Com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;

Do resto, comente a vontade!!! Deixe sua opinião, sugestões, dicas, etc!

Obrigada pelo comentário!^.^v

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Status

Conteúdo Protegido!!!

Livros e Distrações (2010). Tecnologia do Blogger.

  © Livros e Distrações 2010 - 2011

Back to TOP