Just Listen, de Sarah Dessen

|


Há muito tempo não lia uma ficção YA (jovem-adulto) tão boa! Confesso que estava um pouco enjoada dos típicos ambientes escolares, com aqueles mesmos personagens comuns (garota vaca popular, o gostosão do time de futebol, etc.) ou os mesmos ‘lengalenga’ de adolescentes sem muita causa justificável. Em Just Listen não estamos exatamente longe dos 'clichês', não saímos da High School, no entanto, o foco principal da trama é o ambiente familiar e a vida de uma jovem repentinamente mudada por um fato que ela mantém em segredo. Todavia, o que torna Just Listen mais do que um mero ‘drama juvenil’, com toda a certeza, é a forma sensível, reflexiva e cativante de Sarah Dessen esboçar sua história e caracterizar seus personagens. Mais do que um simples romance, ela traz uma lição valiosa: À vezes é preciso saber ouvir a si mesmo. (p. 5)

Just Listen
Sarah Dessen

"De olhos fechados, eu só via o breu, o que me lembrava desta única coisa: o meu segredo mais profundo. De olho abertos, havia somente o mundo que não sabia de nada, brilhante, inescapável e, de alguma maneira, ainda lá." (p. 228)

Em uma casa, cuja frente é inteira de vidro, pelo qual se pode ter um vislumbre daquilo que se passa dentro da residência, moram a família Green. Quem passa em frente pode ver uma família normal, feliz, jantando, no entanto, nem tudo pode ser visto ou realmente percebido. O fato é que, como todas as famílias, eles também tem seus problemas...
 
Annabel, junto de outras duas irmãs mais velhas, faz parte dessa família. Sua irmã do meio, Whitney, é a mais linda e introspectiva das irmãs, enquanto Kirsten, a mais velha, é super extrovertida, tagarela e não tem medo de arriscar. Annabel, a caçula, sempre a mais doce. Grace, a mãe das meninas, sempre incentivou as filhas na carreira de modelo. E o pai, um arquiteto bem sucedido, sempre preferiu ficar afastado disso tudo. Nunca faltou, na verdade, o carinho e o amor que os pais davam as meninas, no entanto, a forma como a família se recusa a encarar algumas crises é o cerne do verdadeiro problema. Especialmente, quando uma das filhas começa a sofrer um caso grave de anorexia... Ou, mesmo a mãe que foca todos os seus esforços na carreira de modelo de uma das filhas, quando não é o que realmente ela quer da vida. Todavia, falta coragem em Annabel de dizer isso para a mãe. A única das irmãs que ainda é modelo.  

No verão passado algo aconteceu com Annabel e que ela esconde em segredo, se calando completamente. Algo que fará sua melhor amiga, Sophie, odiá-la, além de ser ignorada e apontada pela escola toda, já no começo do ano letivo. Annabel não gosta de lidar com conflitos, o que faz com que ela se isole, fuja, omita, se cale, mantendo o seu segredo guardado o mais fundo possível. Mas enquanto está sendo isolada pelo resto do mundo, ela começa uma amizade repentina com Owen. Um garoto que tem uma reputação para se temer, que não se mistura com outros. No entanto, Annabel irá descobrir que nem tudo é verdade sobre ele (apesar de algumas serem muito reais)... De quem ela não sabia absolutamente nada, de repente, e gradativamente, ela vai conhecendo Owen... E ele é, além de muito legal, um cara peculiar! Tem uma fixação por música absurda, que é o centro da sua vida... E também é um cara extremante sincero. Cuidado com o que você pergunta a ele! Pois, tudo o que você perguntar para ele, irá receber a mais verdadeira das respostas, por mais terrível que seja. Owen vai ensinar para Annabel o valor da verdade, de ouvir seu próprio coração. “Não pense nem julgue. JUST LISTEN. Apenas ouça.” =)

***
“Olhei para o CDs novamente, observando a capa. “JUST LISTEN”, eu disse.
- Sim. Não pense nem julgue. Apenas ouça.
- E depois  o quê?
- E depois – ele disse – você pode se decidir. Justo, não?
E me pareceu justo mesmo. Seja uma música, uma pessoa, ou uma história, não há como saber de algo quando se conhece apenas um trecho, quando se deu uma rápida olhada ou se ouviu parte de um refrão.” (P.139)

Just Listen é muito mais do que aparenta ser. Nunca um título foi tão justificável ou simbólico, de fazer a gente realmente pensar no seu significado, mesmo antes de começarmos a ler sua história. Nesse caso, ponto para editora que manteve o nome em inglês. E Sarah Dessen sabe escrever uma história abordando os mais diversos assuntos e alegorias, especialmente, alguns temas mais delicados atuais, sem dramatismo barato, dosando romance, humor e muita reflexão. Temas como a insegurança de lidar com conflitos, a anorexia e a pressão da vida de modelo, pais que resistem a admitir os problemas familiares, o valor da verdade e o amor e o apoio incondicional da família na hora em que você mais precisa. E vamos descobrir, junto com Annabel, que o importante, apesar de tudo, é a força da verdade e de enfrentar, sem medo, os conflitos que podem nos afligir. Não podemos simplesmente fugir deles!

Os personagens são todos maravilhosamente bem criados, não existindo melhor adjetivo para qualificá-los. Sim, é impossível não se extasiar com Annabel e Owen, e outros personagens que fazem parte da trama: Rolly, Kirsten, Whitney, Mallory e outros. Annabel é uma garota gentil, inteligente e bonita, mas que se esconde atrás de uma insegurança de lidar com conflitos, bem justificável diante da forma como sua família encara os próprios problemas, assim como o medo de se abrir e assumir a verdade daquilo que aconteceu com ela, e falar é o que menos quer nesse momento delicado. Mas quem literalmente a salva (e nos salva) e mostra que as coisas podem ser bem diferentes é Owen. Owen... Esse personagem é apaixonante! Um cara que se isola por vontade própria, veste um “estilo do mal” (mas, vamos logo perceber que ele é muito gente fina! :D), extremamente sincero e aficionado por músicas, mas não qualquer música... Apenas aquelas que são de BOA qualidade - segundo seus critérios - e feitas para ‘ILUMINADOS’! (Verdade seja dita, seu gosto para música é um tanto estranho... huahau)

Toda narrativa é em primeira pessoa, com Annabel contando sua história e a forma como ela lidou com os problemas que, de uma hora para outra, emergiram em sua vida. O modo como segue a narração dos acontecimentos cativa o leitor, de forma que Sarah Dessen fez de Annabel uma narradora que expõe seus pensamentos e sentimentos de forma muito honesta e clara. E mesmo todo foco ser em Annabel, a autora nos permite saber o que se passa com os outros personagens, de modo que ficamos ainda mais envolvidos com a trama. Os diálogos que acontecem entre Annabel e Owen são as partes mais interessantes de ler. Alguns pensamentos e atitudes de Owen é o que contribui para o humor no romance, além dos momentos muito fofo! (xD) Além disso, eu realmente adoro quando há referências a música na trama (fico maluca para ouvir todas!).

Justin Listen entrou na lista de favoritos... E acreditem, uma história inesquecíveis! É um daqueles livros que você termina sorrindo, mas já sentindo um aperto de saudades no coração. Mas, infelizmente, esse livro é filho único! Um romance leve e divertido, apesar de nem tudo ser flores. Realmente espero que tenhamos mais Sarah Dessen publicado por aqui... Uma autora que vale a pena! Então, o que me resta é indicá-lo e dizer: LEIAM Just Listen! =)
Classificação:
 


 
Trecho de Just Listen:
“Ele pensou nisso durante um segundo: 
- Não – ele finalmente disse. – Eu já disse. Não gosto de gente mentirosa. 
- Mas não é mentir. É só não contar. 
- Você está dizendo que há uma diferença?
- Há sim – eu disse. – Um é enganar ativamente. Outro é apenas não contar.
- Sim, mas – eu disse – ele respondeu, pegando outro pretzel –, mesmo assim você está participando de uma enganação. A menos que seja apenas para você mesmo. Certo?
- Eu só olhei para ele, pensando nisso. 
- Eu não sei – disse, devagar. 
- Na verdade – ele continuou – isso é pior do que mentir, se você pensar bem. Quero dizer, você tem que pelo menos dizer a verdade a si mesmo. Se você não pode confiar sem si mesmo, em quem você pode confiar? Entende?”

Informações:  
Site da autora: http://sarahdessen.com/
Assine o feed do blog ou receba os artigos por e-mail. Siga-me no Twitter para ficar por dentro das novidades que rola no Livros e Distrações!

Compartilhe este post:


12 comentários:

Clarisse Cunha disse... [Reply]

OMG!!! Quase surtei quando vi o seu link no face, e não pude deixar de vir aqui conferir essa linda resenha que vc fez.
ARRASOU hein amiga!!!
Ficou linda. Assim como a Sarah escreve bem, vc fez muito juz ao livro. Ficou encantadoramente escrita!!!

Ownnnn, o que dizer de Owen a não ser fofo! Ele é uma graça e adorável. É uma história muito profunda.

Agora nós temos "Caminho do Verão" pela iD. Vá conferir! Estou maluca pelos livros da Dessen...

Mil beijokas

Beli disse... [Reply]

Oi, @Clarisse Cunha!

Obrigada, querida! Esse livro é realamente maravilhoso! Adorei as horas que passei lendo cada pagina...
E Owen! Que fofo!!! XD hauhauah

Bjuss

Ana Carolina Nonato disse... [Reply]

Olá!

ADOREEEEEEEEEEEEEEEI!!!!! Você analisou cada detalhe, cada pormenor com uma eficiência invejável. Confesso que já li resenhas negativas deste livro, mas acho que não teria nenhum problema em tentar lê-lo!!!

Super abraço! :D

Lariane disse... [Reply]

Eu AMOOOO esse livro :D

Linda resenha.

Beijo,
Lariane -www.leiturasedevaneios.com.br

Débora Lauton disse... [Reply]

Ah, eu sou doida pra ler esse livro, todo mundo fala tão bem que eu sempre fico curiosa...
Preciso colocar na lista de compras...

beijos,
Dé...

Hérida Ruyz disse... [Reply]

Oi Beli,
Nossa...não conhecia esse livro, mas sua resenha me deixou ansiosa p/ ler. A história parece ser muito boa! Eu tbm estou cansada da mesmice dos YA, estava na hora de publicarem algo diferente.
Adorei a dica.
Bjs

Daniela Tiemi disse... [Reply]

Beli,
Eu tb adorei este livro!!!
Owen *_* !! Fofoooo!

Bjo.
www.livrosfilmesemusicas.com.br

Angélica Roz disse... [Reply]

Nossa, que resenha Beli!! Amei!!!
Fiquei louca para conhecer o livro!

Adorei o início do post... Eu tb ando enjoada de livros assim.

Vou ir lá no Skoob adicionar Justin Listen à minha lista. :)

Bjss!!

Lu disse... [Reply]

Adorei a resenha Beli,
senti que vou gostar desse livro, você me convenceu, rsrs.
Li um livro dessa autora e gostei, torço para gostar desse também. ^^
beijos. ^^

Nanda disse... [Reply]

Ei Beli,

Amei a resenha, eu nem tinha dado bola para este livro, mas agora preciso dele rsrs.
Vai para a lista =]

bjos

Renata G. de Souza disse... [Reply]

Oi! Passando para avisar que tem selinho para você no meu blog! ^^
http://leiturasdokokoro2.blogspot.com/2011/12/selinhos-e-memes.html
Bjus

Kézia Lôbo disse... [Reply]

Nossa que analise perfeita da obra, gostei demais, e confesso que fiquei muito curiosa para ler!!! Parece ser muito bom, parabens a sua resenha está otima, super critica na medida certa! XD

Postar um comentário

- Os comentários é um espaço aberto, no entanto todos passam por um sistema de moderação antes de serem publicados.

- Não serão aprovados os comentários:
• Não relacionados ao tema do post;
• Para pedidos de parcerias, vocês pode até me avisar por aqui, mas entre em contato pelo e-mail que para mim é mais fácil organizar. =)
• Com propagandas (spam);
• Com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;

Do resto, comente a vontade!!! Deixe sua opinião, sugestões, dicas, etc!

Obrigada pelo comentário!^.^v

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Status

Conteúdo Protegido!!!

Livros e Distrações (2010). Tecnologia do Blogger.

  © Livros e Distrações 2010 - 2011

Back to TOP